thomas sabo charms botanical slimming oakley sunglasses beats by dre headphones mbt billig nike air jordan abercrombie italia burberry uomo oakley australia oakley sunglasses outlet

O7 DE SETEMBRO NO BRASIL E NO MUNDO

Dia da Independência leva 30 mil pessoas à Esplanada dos Ministérios
Marcela Rebelo
, Repórter da Agência Brasil

Brasília - A parada comemorativa aos 184 anos da Independência brasileira levou cerca de 30 mil pessoas à Esplanada dos Ministérios, em Brasília, segundo a Polícia Militar (PM). O público foi o mesmo registrado no ano passado. Em cerca de duas horas e meia, as pessoas assistiram tranqüilamente ao desfile.
Não houve nenhuma ocorrência grave. Foram registradas apenas 15 casos de crianças perdidas e três pessoas que passaram mal”, informou o comandante da Polícia Militar (PM) Antônio Serra, um dos responsáveis pelo policiamento local. Segundo a PM, cerca de 30 mil pessoas estiveram presentes a esta edição do evento.
Aos 62 anos de idade, o ciclista que se identifica como “Gabriel Brasileiro” pedalou de Minas Gerais até Brasília, em uma uma viagem que demorou nove dias. “Pela terceira vez, venho participar dessa festa cívica. Isso é fundamental pelo sentido de patriotismo e civismo”, diz. Na bicicleta havia três retrovisores, buzina, lanternas, pneus extras e outros instrumentos que o ajudaram a completar o trajeto com segurança.
Além do tradicional desfile com a participação de civis e militares, o público pôde ver uma réplica do avião 14 Bis, projetado pelo brasileiro Santos Dumont. A peça foi cedida por empresário goiano, que a construiu por causa da comemoração, este ano, do centenário do vôo.
O major da Aeronáutica Francisco Garonce representou o aviador brasileiro e desfilou na réplica que, segundo ele, fazia os mesmos movimentos do avião original. “Para muitos, estar aqui não teria significado nenhum. Mas, para mim, que conheço muito a história de Santos Dummond, tem um significado especial. Estou muito emocionado”.
Dois aviões-caça Mirage 2000-C sobrevoaram a Esplanada dos Ministérios, junto com outro quatro caças do mesmo modelo da força aérea francesa. As aeronaves foram adquiridas do governo francês por meio de um acordo de cooperação entre os dois países e chegaram à Base Aérea de Anápolis (GO) na última segunda-feira (4).

FONTE: AGÊNCIA BRASIL – Radiobrás , 7 de Setembro de 2006 - 13h56 - Última modificação em 7 de Setembro de 2006 - 14h43 (link: http://www.agenciabrasil.gov.br/noticias/2006/09/07/materia.2006-09-07.6992842781/view

======================////////=======================

Brasileiros em Portugal ignoram Dia da Independência
AGÊNCIA LUSA
, Quinta-feira, 06/09/2007 - 16:43

Lisboa - O Dia da Independência do Brasil passa despercebido entre a maioria dos brasileiros residentes em Portugal, que estão mais preocupados com as filas na porta do consulado em Lisboa.
As filas na porta do consulado são diárias e quem precisa obter um documento tem que madrugar ou mesmo passar a noite junto daquele posto consular para conseguir obter uma senha de atendimento.
"O consulado só abre às 9h, mas quando cheguei às 5 da manhã a fila já dava a volta ao quarteirão", disse à Agência Lusa a brasileira Romilda Kalil, que vive há sete anos em Portugal.
Romilda lamentou que as filas sejam diárias e que para se tratar "de um simples documento" seja necessário ir para o consulado no dia anterior ou de madrugada. A imigrante disse que a situação tem piorado nos últimos meses devido ao aumento do número de brasileiros em Portugal. Como soluções, Romilda propõe mais funcionários e a descentralização dos serviços consulares.
Sentados no chão e cansados de esperar, brasileiros e portugueses manifestaram à Lusa a indignação e todos são unânimes ao afirmarem que "o consulado do Brasil em Lisboa é um caos e tem condições desumanas".
"Quando se vem ao consulado tratar de um documento fica-se sempre na fila mais de sete horas", disse o brasileiro Eduardo Silva, que vive em Portugal há quatros anos, adiantando que o "caos se deve ao mau funcionamento e à falta de funcionários".
Sobre o dia da independência do seu país de origem, este imigrante disse que nem sequer se lembrava da data.

======================////////=======================

Protesto impede desfile do Dia da Independência em Alagoas
Por Redação com agências de notícias- de Maceió - 7/9/2007 13:46:15

O desfile da Independência, que deveria ocorrer nesta sexta-feira, foi suspenso em Maceió. Policiais civis e servidores da Saúde em greve invadiram a pista no meio do evento.
O protesto foi reforçado por representantes de movimentos sociais e minorias, que participavam do Grito dos Excluídos. Houve empurra-empurra e bate-boca entre os grevistas e policiais do Batalhão de Operações Especiais da Polícia Militar.
O governador Teotônio Vilela Filho (PSDB) teve que deixar o palanque das autoridades. A parada acabou sendo suspensa pelo cerimonial.

FONTE : CORREIO DO BRASIL , Ano VIII - Número 2441 (http://www.correiodobrasil.com.br/noticia.asp?c=125571 )

======================////////=======================

Autoridades do Rio são vaiadas em desfile da Independência
DIANA BRITO
Colaboração para a Folha Online, no Rio

O desfile cívico-militar em comemoração ao Dia da Independência no Rio de Janeiro teve início na manhã desta sexta-feira com vaias do público às autoridades estaduais. O desfile está sendo realizado na avenida presidente Vargas, no centro da cidade, com a presença do secretário estadual de Segurança Pública, José Mariano Beltrami, que representou o governador Sérgio Cabral.
Durante a apresentação das autoridades estaduais, o público promoveu uma vaia constante, com destaque para o comandante da Polícia Militar, coronel Ubiratan Ângelo, e para Beltrami.
O atleta Daniel Vargas dos Santos, que ficou em quinto lugar no pentatlo moderno nos jogos Pan-Americanos do Rio, levou a tocha com o fogo simbólico da Pátria até a pira que foi montada na avenida. O presidente da Liga de Defesa Nacional, Paulo Pereira Lima, acendeu o fogo.
Também estavam presentes na cerimônia o secretário estadual de Educação, Nelson Maculan, o cardeal d. Ediney Gouveia, que representou o cardeal-arcebispo do Rio de Janeiro, d. Eusébio Scheid.
A Polícia Militar estima um público de cerca de 10.000 mil pessoas assistindo aos desfiles. Aproximadamente 6.000 militares participam do desfile com 500 carros.
(Folha On Line, 07/09/2007 - 11h16m)

======================////////=======================

No Rio, desfile da Independência reúne 7 mil
Publicado em 07.09.2007, às 16h16

Cerca de 7 mil pessoas, segundo a Polícia Militar, acompanharam o desfile cívico-militar em comemoração aos 185 anos da Independência do Brasil, nesta sexta-feira, no Rio de Janeiro, sob um calor de cerca de 30 graus.
O desfile começou por volta das 9h30, com a apresentação do Coral da Universidade Gama Filho, saudando a chegada das autoridades ao palanque, no centro da cidade. Logo depois, houve a chegada do fogo simbólico da Pátria e a pira foi acendida.
O governador Sérgio Cabral não compareceu e foi representado pelos secretários de Segurança Pública, José Mariano Beltrami, e da Educação, Nelson Maculan.
Fonte: Agência Brasil
(MATÉRIA: JC On Line , 07/09/2007 - 16h16m)
07/09/2007 - 19h49 - Atualizado em 08/09/2007 - 07h22

======================////////=======================

Parada naval é a novidade da comemoração da Independência no Rio

Cariocas, que lotaram as praias, assistiram ao espetáculo da areia.
Desfile no Centro reuniu mais de dez mil.


Se com o sol que fez nesta sexta-feira (7) foi difícil tirar o carioca da praia para assistir ao desfile de 7 de setembro, que aconteceu no Centro do Rio, parte da festa foi até aqueles que se divertiam nas areias. A novidade da comemoração da Independência neste ano foi a presença de 20 navios, dez brasileiros e dez estrangeiros, que navegaram desde a Praia da Barra da Tijuca, na Zona Oeste do Rio até a Praia do Leme, na Zona Sul.
A parada naval, que além de brasileiros, contava com navios vindos da Argentina, África do Sul, Colômbia, Estados Unidos, Nigéria, Paraguai, Uruguai e Venezuela, também comemorou os 200 anos do patrono da Marinha, o Almirante Tamandaré. Quando passaram pelo Forte do Leme, houve uma salva de tiros.
Quem gostou da novidade foram os banhistas, que viram o espetáculo sem sair da areia: “Essa arquibancada não existe em lugar nenhum do mundo!” disse a empresária Regina Lúcia Azambuja.
Já na tradicional Parada Militar, o percurso foi feito no Centro da Candelária até a Central do Brasil. Os militares tiveram que agüentar o sol forte da tarde, de mais de 30 graus, mas o público, que não estava preparado para tanto calor, e levou proteções improvisadas contra o sol, como guarda chuva e toalhas.
Foram quase três horas de desfile, vistas por mais de dez mil pessoas. Motos da Companhia de Polícia, helicópteros e tanques participaram da comemoração. O fogo simbólico foi levado pelo capitão do Exército Daniel dos Santos, quinto lugar no Pentatlo moderno nos Jogos Pan-americanos.

FONTE: G1 – Portal de Notícias da Globo ( http://g1.globo.com/Noticias/Rio/0,,MUL100740-5606,00.html )

======================////////=======================

Sete de Setembro
Desfile naval vai reunir veleiros clássicos na orla do Rio no Dia da Independência

Publicada em 06/09/2007 às 22h11m
O Globo Online

RIO - O feriado do Dia da Independência, sexta-feira, promete mais do que um fim de semana prolongado de sol forte e praias cheias. A programação do carioca que preferir ficar pela cidade pode ficar repleta, a começar pelos tradicionais desfiles cívicos e militares. O desfile naval, por exemplo, deve ser o grande diferencial para comemorar a independência do Brasil, chamando a atenção dos banhistas.
O navio-veleiro da Marinha do Brasil Cisne Branco vai se juntar com mais 20 veleiros de diversos países, incluindo o português Sagres e o colombiano Gloria, a partir das 11h, numa exibição bem próximo à orla.
O ponto de partida será no posto 3, na Praia da Barra. Dali os navios seguirão para as praias de São Conrado, Leblon, Ipanema (por volta das 12h30m), Copacabana (às 13h), Leme, Praia Vermelha, até fundear na Baía de Guanabara (às 14h, aproximadamente), entre a Escola Naval e a Ponte Rio-Niterói. No sábado, os navios ainda estarão fundeados na Baía. O Cisne Branco vai receber o vice-presidente da República, José Alencar. Os demais navios vão saudar a autoridade máxima a bordo com tiros de canhão.
Visitação
O navio Gloria ficará aberto à visitação pública no domingo, das 14 às 17h, no Cais do Porto do Rio, conforme divulgado pela assessoria de imprensa do consulado colombiano. O cais fica na Praça Mauá e a entrada é franca. Quem ficar no Rio, tem ainda um leque de programações culturais ( o grupo Pato Fu faz quatro shows, um deles de graça! ) para curtir o feriadão.

FONTE: O Globo Online (http://oglobo.globo.com/rio/mat/2007/09/06/297613456.asp)

======================////////=======================

O Grito dos Excluídos no Dia da Independência

O Grito dos Excluídos, que acontece todos os anos paralelamente aos desfiles militares no Dia 7 de Setembro será "um contraponto" ao Grito da Independência. Estão previstas manifestações em 1,4 mil municípios do país e, em Natal, o vereador Osório Jácome é um dos principais articuladores.
Na sua opinião "será um dia para refletir sobre a soberania nacional, que é o eixo central das mobilizações. O Grito se propõe a superar um patriotismo passivo em vista de uma cidadania ativa e de participação, colaborando na construção de uma nova sociedade, justa, solidária, plural e fraterna. Foi concebido para ser uma construção coletiva de igrejas, movimentos populares, sociais e sindical, entre outros. O movimento estimula o protagonismo dos Excluídos, pois acontece de uma forma que os próprios excluídos assumem a direção dos trabalhos em todas as fases", disse Osório Jácome.
A iniciativa está sendo organizada por diversas entidades, como o Movimento Evangélico Progressista, Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST) e Central Única dos Trabalhadores (CUT). O lema dos protestos é "Isto não Vale: Queremos Participação no Destino da Nação". Uma das bandeiras dos manifestantes é a campanha contra a privatização da Vale do Rio Doce.
No sábado passado, igrejas evangélicas da zona oeste de Natal se reúnem às 15:00h para debater sua participação na mobilização deste ano. Já o setor social da Arquidiocese de Natal promoveu seminário para debater com lideranças ligadas às pastorais e movimentos eclesiásticos os assuntos levantados na pauta de mobilizações. Na próxima quinta-feira (06), às 18h, por proposição do Vereador Osório Jácome, será realizada uma audiência pública na Câmara Municipal de Natal para debater as pautas do Grito deste ano.
O primeiro Grito foi realizado em setembro de 1995, com o objetivo de aprofundar o tema da Campanha da Fraternidade daquele ano, que tinha como lema: "Eras tu, Senhor", e para responder aos desafios levantados na 2ª Semana Social Brasileira: "Brasil, alternativas e protagonistas". Em 1999, o Grito rompeu fronteiras e estendeu-se para as Américas. Hoje a movimentação conta com intenso apoio de igrejas evangélicas e movimentos sociais.
Exclusão no Brasil

O quadro de desigualdades é dramático, já visível pelas ruas e vielas do país há muitos anos. Segundo o Atlas de Desenvolvimento Humano (2002), 16,51% da população urbana vivia com renda per capita abaixo da linha da indigência. O quadro de desemprego, segundo o IBGE, a taxa de desemprego é de 10,7%, sendo que 39,3% destes desempregados têm entre 18 a 24 anos. Mais de 34% da população economicamente ativa vive do trabalho informal. De duas pessoas desempregadas, uma tem menos de 25 anos. Mais de 8 milhões de desempregados. Em 1980, a renda do trabalho era 50% do PIB. Agora representa 36%. 4 milhões de famílias vivem sem remuneração (350 mil famílias na cidade de São Paulo). De três novos postos de trabalho abertos, dois estão na faixa de 1 a 1,5 salário-mínimo.
Exclusão em Educação

"Um milhão de crianças de 10 a 14 anos trabalham; o desafio está, porém, no índice ainda alto de analfabetos funcionais, aqueles com idade acima de 15 anos e que têm menos de três anos de estudos, representam 31,2% da população. Pesquisa do IBGE mostra ainda que o brasileiro permanece menos tempo que o necessário nas escolas. Enquanto que o mínimo exigido na educação básica é de 11 anos, o estudante só fica, em média, de 4 a 7 anos."

FONTE: Diário de Natal, edição de 8-9-2007 (ver : http://diariodenatal.dnonline.com.br/site/materia.php?idsec=2&idmat=162679 )

======================////////=======================

Desfile marca o Dia da Independência em Rio Branco

4/9/07 - A programação do dia 7 de setembro começa a partir das 16 horas com revista às tropas dos militares pelo governador Binho Marques na Avenida Getúlio Vargas. Em seguida inicia-se o desfile, que esse ano obedece a seguinte ordem: 4° BIS, 7° BEC, Força Aérea Brasileira (FAB), Bombeiros, Polícia Militar, Polícia Civil, Desbravadores, Liga Acreana de Karatê e Escoteiros.
De acordo com os organizados 3039 alunos de 15 escolas da rede estadual de ensino irão participar do evento que comemora a Independência do Brasil. Eles ficarão concentrados na Rua Rui Barbosa.
O palanque das autoridades está sendo montado em frente ao Palácio das Secretarias.
Ordem de desfile das escolas: Dom Bosco, APAE, CEES, Santiago Dantas, Adalberto Sena, Alcimar Nunes Leitão, Armando Nogueira, Berta Vieira, Colégio Acreano, João Aguiar, José Rodrigues Leite, Maria Chalub Leite, Marilda Gouveia, Neutel Maia e Serafim da Silva Salgado

FONTE: http://www.ac.gov.br/index.php?option=com_content&task=view&id=2195&Itemid=50

======================////////=======================

Dia da Independência muda trânsito no Centro
A instalação de banheiros químicos em frente de pontos históricos e tombados pelo IPHAN foi criticada ontem por muitos petropolitanos.


A CPTrans anunciou as mudanças no trânsito do Centro Histórico para a realização do desfile cívico do Dia da Independência. O evento terá início às 9h e vai interditar as ruas Barão de Teffé, Nilo Peçanha, Imperatriz e Dom Pedro I (até a altura da Praça Volney Aguiar, onde seguirá em mão dupla). A Avenida Tiradentes também será interditada para a dispersão dos estudantes.
As linhas de ônibus das Viações Esperança e Cidade das Hortências, que normalmente fazem parada na Nilo Peçanha e Barão de Teffé, serão transferidas para a Praça Visconde de Mauá, em frente à Câmara de Vereadores. Mais de 3 mil estudantes vão participar do desfile cívico no Centro. A Semana da Pátria foi aberta domingo passado, em Cascatinha, e já reuniu mais de 12 mil estudantes e militares nos desfiles. Participarão do desfile a Banda Marcial do 32º Bimtz, ANVFEB, AMIRP, Veteranos de Forças de manutenção da paz da ONU, 35º Grupamento Escoteiro, Guarda Municipal, E.M. Nogueira (Acei), Sesi/Senai, Gotas do Saber, Instituto Canhotinha de Ouro, Banda da E. M. Barros Franco, Banda do Colégio Estadual Embaixador José Bonifácio, Escola Paroquial N. S. da Glória, Escola São Judas Tadeu, Lions Clube de Petrópolis, Ordem Demolay, E.M. Governador Marcelo Alencar, Colégio Estadual Princesa Isabel, E. M. Vereador José Fernandes da Silva, Clube dos Desbravadores, E. M. Vila Felipe, Liceu Municipal Prefeito Cordolino Ambrósio, Banda Marcial Wolney Aguiar, Grupo Petrópolis Resgate, 32º Bimtz, Secretaria de Meio Ambiente e 15º Grupamento do Corpo de Bombeiros.

Banheiros químicos provocam polêmica

Uma grande estrutura foi montada para o desfile de Sete de Setembro que acontece hoje na Rua da Imperatriz. A população, no entanto, questiona a colocação dos banheiros químicos pela cidade. De grande utilidade para ocasiões como essa, o material foi instalado em pontos de destaque no Centro e desagradou pela proximidade de prédios tombados pelo patrimônio histórico.
Os turistas que estiverem pela cidade vão ter que desviar das estruturas para registrar fotos do Palácio Grão Pará, Museu Imperial e Catedral. Além de interferirem na imagem dos prédios que fazem parte dos cartões postais de Petrópolis, ontem os usuários de ônibus no ponto do Bosque tiveram que dividir a estreita calçada com os banheiros. O embarque e desembarque nos ônibus ficaram ainda mais difíceis. O IPHAN ressaltou que vai tomar providências para a retirada dos banheiros dos locais tombados.

Desfile Cívico em Corrêas

Mais de 3 mil pessoas assistiram aos desfiles cívicos em comemoração do Dia da Independência, na manhã de ontem, em Corrêas. Cerca de 3,5 mil estudantes das escolas da região desfilaram. Acompanharam o evento o vice-prefeito e secretário de Administração, Henrique Manzani, a secretária de Educação, Sumara Gannam Brito, e o presidente da Comdep, Hélio Dias. Estavam presentes ainda os vereadores Bernardo Rossi e Vadinho e o diretor do Procon Municipal e ex-vereador Mauro Pujol. O desfile contou também com a participação de escolas de Nogueira. Ao todo, participaram 16 unidades de ensino. A Banda Marcial da 32º Bimtz acompanhou a passagem das escolas, com a apresentação de hinos.

FONTE: TRIBUNA DE PETRÓPOLIS , Última Atualização ( quinta-feira, 06 de setembro de 2007 ) ( http://www.e-tribuna.com.br/index.php?option=com_content&task=view&id=3445&Itemid=42

======================////////=======================

Estudantes comemoram o Dia da Independência do Brasil
Quinta-feira, 6 de setembro de 2007
Fonte: Francine Cassez - TRIA Comunicação
Contato: francinecassez@triacomunicacao.com.br

Na semana em que se comemoram os 185 anos da independência formal do Brasil, alunos e professores do Colégio Tecno-Sert prestaram suas homenagens a este marco histórico nacional. Além de cantarem juntos o Hino Nacional e da Independência, os participantes aprenderam um pouco sobre o assunto com o professor de História e Sociologia, Jeferson Ferreira do Nascimento, que fez um texto sobre o Brasil e a participação popular que gera mudanças.

FONTE: CLIC NEWS , ( http://www.clicnews.com.br/educacao/view.htm?id=65331 )

======================////////=======================

Desfile escolar pelo Dia da Independência é domingo em Icoaraci
Domingo, 2. Setembro 2007, 07:30 - 12:00 – matéria de: israel

No próximo domingo (02) vai acontecer, em Icoaraci, o Desfile Escolar em homenagem à Independência do Brasil. A organização é da Prefeitura de Belém, através da Agência Distrital de Icoaraci. Mais de 14 mil crianças e adolescentes das escolas municipais, estaduais e particulares, do distrito, vão participar do desfile pelo Dia da Raça.
As escolas vão contar com a participação das bandas da Marinha, Aeronáutica, Exército, Polícia Militar, Guarda Municipal, Escoteiros, além das bandas marciais dos Colégios Deodoro de Mendonça, Paes de Carvalho, Mundo Encantado, Juscelino Kubitschek, Avertano Rocha e também do Serviço Nacional da Indústria (Senai).
SERVIÇO: Desfile escolar em Icoaraci, a partir das 8h, na rua Manoel Barata, entre as travessas Cristóvão Colombo e Souza Franco.

Endereço: Rua Manoel Barata, entre as travessas Cristóvão Colombo e Souza Franco
Contato: Ronaldo Quadros, assessor de comunicação da Agência Distrital de Icoaraci (9635-8119) Sugestão de entrevistados: José Croelhas, agente distrital de Icoaraci; e estudantes e diretores das escolas que vão participar do desfile
FONTE: Prefeitura de BELÉM (Metrópole da Amazônia), http://www.belem.pa.gov.br/index.php?option=com_events&task=view_detail&agid=301&year=2007&month=09&day=02&Itemid=1052

======================////////=======================

Do dia da independência

A independência proclamada por Pedro I - que não era ainda Prmeiro - no dia 7 de setembro de 1822 não ocupa destaque na História do Rio Grande do Norte. Não causou nenhuma empolgação cívica aos moradores de Natal. Constata-se tal alheiamento em nossos livros, a partir, inclusive, do próprio Luís da Câmara Cascudo. Os filhos de Poti mais bela vibraram mais, muito mais, com o movimento republicano de 1817, liderado aqui por André de Alburquque. Essa é uma história que tem tutano.

Cascudo, referindo-se à ao movimento da Independência, disse: “Não houve interesse popular. O povo assistia aos acontecimentos sem participação voluntária. Olhava a procissão sem carregar o andor”.

E adiante o mestre indaga: “Que era o Rio Grande do Norte no Ano da Independência?” E responde: “População em toda a Província atingiria a volta de 71 mil habitantes. Cidade do Natal, orçaria 800 moradores.” Governava a província naquele setembro uma “Junta de Governo Provisória”, eleita e empossada em março, cinco meses antes do grito de Pedro. E essa junta governou até 1824. A aclamação do El-Rey Imperial, ocorrrida na corte ( Rio de Janeiro) no dia 24 de outubro, só iria ser festejada em Natal 22 de janeiro de 1823.

E certamente não se conhecia ainda o “Já podeis, da Pátria filhos, /Ver contente a mãe gentil; / Já raiou a liberdade / no horizonte do Brasil”. Letra singela do coleguinha jornalista Evaristo da Veiga com música de Pedro I. O imperador além de mulherengo gostava e entendia também de música. A música do hino da Independência é bem melhor do que a letra. Mais ainda no refrão que o menino cantava com a mão no peito: “Brava gente brasileira! / Longe vá... temor servil: / Ou ficar a pátria livre / Ou morrer pelo Brasil.

FONTE: TRIBUNA DO NORTE on line , ( Jornal de WM - Por Woden Madruga ), no endereço: http://tribunadonorte.com.br/coluna.php?id=2010

======================////////=======================

DIA DA INDEPENDÊNCIA
Cássio preside solenidades alusivas à Independência do Brasil.

O governador Cássio Cunha Lima preside, nesta sexta-feira (7), as solenidades comemorativas da Independência do Brasil. Em João Pessoa, na Avenida Duarte da Silveira, ele participa do desfile cívico-militar de 7 de setembro, ao lado do comandante do 1º. Grupamento de Engenharia de Construção, general Jorge Ernesto Pinto Fraxe.
De acordo com a programação divulgada pelo Gabinete Militar do Governador, o governador Cássio Cunha Lima, acompanhado do general Jorge Fraxe, fará a revista em carro aberto ao efetivo militar a partir das 8h00, na Avenida Getúlio Vargas.
Às 8h15, no pátio do Departamento de Estradas de Rodagem – DER, o governador faz o hasteamento da Bandeira Nacional; e em seguida, assiste ao Desfile Cívico Militar, ao lado de diversas autoridades no palanque oficial armado em frente ao DER. O desfile contará com a participação de militares federais e estaduais, escolas e entidades de classe.
Após o encerramento do desfile, haverá a solenidade de extinção do Fogo Simbólico da Pátria, no Palanque Oficial, previsto para as 11h30; seguida do arriamento do Pavilhão Nacional, às 12h00, no Pátio do DER.

FONTE: VITRINE DO CARIRI – ( http://www.vitrinedocariri.com/index.php?option=com_content&task=view&id=15551&Itemid=20 )

======================////////=======================

NAEC Comemora com desfile, o dia da Independência

O Núcleo de Arte, Educação e Cultura Professor Oscar Costa de Souza - NAEC é mantido pela Secretaria de Educação.
Foi inaugurado em 2006 na administração São Benedito mais feliz. Hoje é destaque em toda a região da Ibiapaba e no Ceará é marco na prevenção de crianças, jovens e adolescentes. Incluindo adultos e toda população no mundo encantado da arte e educação.
Coordenação: Antonio César Arcanjo da Silva
Professores:
Núcleo Instrumental: Inácio Alcântara, João Batista, Marcelo Serra, Chiquinho do Cariré, Rildon Sales, André Lira, Júnior.
Professores:
Núcleo Expressão Corporal: Romana Diniz, Antonio Cícero, Luís Augusto, Levy Amarilo.
Núcleo Literário: Helena, Franquinha, Rosa, Cleide, Auxiliadora, Fafá, Maria do Livramento, Dijé.
Núcleo de Artes Plásticas e Artesanato: Wagner Menezes e Maria das Dores.
Núcleo de Apoio: Tati, Armando, Denis, Socorro, Telma, Adriana, Maria as Graças.
Já atendemos mais de um mil alunos de todas as escolas de nossa cidade.
O NAEC vem mostrando todo o seu projeto de Arte, cultura e educação, trazendo para o desfile a cultura afro brasileira.
Comissão de frente, crianças e professores caracteriza o tema, slogan do NAEC – A Arte transforma vidas.
A ala seguinte, 18 bailarinos e a porta bandeira Paula Thaís – Garota NAEC 2007 saúdam o povo com o hino nacional dançando em ritmo de clássico contemporâneo.
A próxima ala é composta de 80 dançarinos vestidos a caráter afro brasileiro no ritmo da aquarela do Brasil, aquarela brasileira e axé.
O grupo capoeira é composto de 18 alunos, evoluindo em coreografia e roda de capoeira.
Os alunos de flauta doce e a filarmônica infanto – juvenil marcham, resgatando o ritmo da parada 7 de setembro.
Em seguida, amostra de todas as oficinas do NAEC.
O Projeto “Eu sou cidadão” Amigos da Leitura, traz o tema “Trabalhando as diferenças”. Projeto criado em 2005, coordenado pelo Sr. Antonio César Arcanjo da Silva.
Grupos de canto, flauta, violão, teclado, bateria, teatro, dança, capoeira, cursos de inglês e português, leitura e pesquisa em geral. São algumas das opções que o NAEC disponibiliza, com o total apoio da Secretaria de Educação na pessoa de Aldenira Venâncio Mota, a grande incentivadora da arte nos últimos anos em São Benedito.
Todos os funcionários do NAEC demonstram sua gratidão ao prefeito Dr. Haroldo Celso Cruz Maciel, pelo apoio ao Projeto NAEC que é pioneiro na arte em São Benedito.
Acesse: http://naec.gigafoto.com.br e conheça melhor nosso trabalho.
FONTE: NAEC de São Benedito - Ce • São Benedito, CE
(Link: http://www.overmundo.com.br/overblog/naec-comemora-com-desfile-o-dia-da-independencia

Diversos - Internet - 9/8/2007

Nome
Email
Fundo de Tela:
Escolha sua configuração e baixe o seu:
Desenvolvimento: Aion Inform¨¢tica